Uma Reflexão Sobre Sofrimento e Morte

Morte, sofrimento a marca inconfundível do pecado.

O século XXI tem sido marcado por constantes e macabras  tragédias naturais e sócias a exemplo  do que ocorreu com as torres gêmeas em Nova York , tsunami  na Ásia , atiradores em série pelo mundo a fora  a crescente escalada de suicídio pelo mundo, e por fim nossa nação vitima de uma constante  onda de tragédias naturais que estão ceifando milhares de vidas , muitas pessoas   são pegas de surpresa durante o sono e são soterradas pela lama sem chance de saída, são cenas que assistimos estarrecidos e impotentes  nos restando apenas chorar as percas e ser solidário com todos os desolados .

Entretanto como seres especiais em toda natureza não descansamos um só segundo na busca de uma explicação para o sofrimento e a morte, por que essa ânsia existencial? É como se uma trombeta soasse em nossos ouvidos a cada sena de sofrimento e morte que presenciamos , como se um alarme que dispara em nosso interior clamando por uma explicação. Isso nos torna diferentes do resto dos seres e nos faz buscar sim uma resposta não só a  verdadeira mais a resposta mais coerente com o todo de nossa realidade , é o que vou humildemente tentar fazer  neste comentário espero que pelo menos motive você a estudar mais sobre o tema .

Tudo pode ser resumido em duas palavras de profundo sentido filosófico e teológico, morte e sofrimento, qual a razão de haver sofrimento e morte? Filósofos e teólogos vêem-se  entranhados  por séculos na busca de uma resposta que satisfaça nossas expectativas sobre o tema, de um lado queremos  nos livrar de qualquer culpa pela presença da morte e do sofrimento no mundo por isso muitos por motivos emocionais e não intelectuais se apegam a explicações naturais sobre essa questão de difícil aceitação.

O fato é , existe alguma razão intelectual para a presença da morte e do sofrimento no mundo? Humildemente responderia que sim , quando falo humildemente é por que quero deixar claro não estou propondo uma resposta final a essa questão , meu intuito é somente motivar ainda mais a reflexão racional e não emocional do tema .

Inicialmente é necessário  partimos de uma fundamental pergunta, o universo é tudo o que existe ? Sem duvida o entendimento intelectual sobre qualquer tema necessariamente tem que partir desta questão, nós só encontramos duas respostas para essa fundamental pergunta, sim e não. Se a resposta for sim , o universo é tudo que existe , então poderíamos dar por encerrado nossa analise , por que afirmo isso ?  Por que toda explicação estaria resumida  no acaso , em forças puramente cegas e naturais , portanto não haveria base racional para justificar qualquer sentimento ou ação solidária com quem sofre e até mesmo construir  um conceito de sofrimento e felicidade , por que tudo seria explicado na base de reações química/Físico/psicológico ou seja uma ilusão dos sentidos uma forma da mente nos enganar resultado de instintos evoluídos em bilhões de anos, porém como percebemos isso não pode ser lógico , não confere com nossas sensações e intuições e nem com o privilégio que temos de nosso auto-conhecimento somos os únicos seres a ter conhecimento de como funciona inclusive o raciocínio correto.

Resta  então uma segunda questão , o universo não é tudo o que existe , será que temos como racionalmente sustentar essa afirmação? ,sem duvida que sim, (como não é esse o tema de nossa reflexão vamos deixar para um outro artigo, então me desculpe pela objetividade nesta resposta ) o nada não pode fazer nada , portanto já esta justificado algo além da matéria e energia , nos sobra sem sombra de duvida a afirmação de que o universo existe por um propósito e vontade divina,(DEUS),sendo assim a morte e o sofrimento tem uma explicação de natureza teológica bem definida  que na teologia cristã é chamado de pecado.

O Pecado, que vem a ser isso? que de maneira tão horrível desequilibrou e  corrompeu  todo propósito divino para o universo e a vida ?  O pecado pode ser entendido  quando aplicado a natureza do homem como um “vírus” que promove o desajuste moral ,espiritual  e emocional , contaminado inclusive seu entendimento em relação a Deus esse “vírus”( principio ativo) promove o egoísmo , individualismo por conseqüência toda sorte de sofrimento e corrupções sociais ( suicídio, homicídios, pedofilias , roubos , mentiras etc……….) quem nunca sentiu-se tentado ? Quem nunca subiu um pensamento ruim em relação aos relacionamentos? Quem nunca se sentiu atraído pelo mal? Portanto isso se chama força ativa do pecado em nossa natureza que resulta em forma de sofrimento presente entre nós.

Segundo o pecado quando aplicado na natureza temos o desequilíbrio  e por fim o caos , o pecado  é como o curso de um rio que desemboca  suas águas no mar , o pecado desemboca o curso da vida e da natureza no mar da morte, para entendermos melhor o resultado do pecado é só dar uma olhadinha na segunda lei da termodinâmica a lei  da entropia o que significa dizer que um sistema complexo e organizado caminha para a desordem e caos, isso implica dizer que o universo e a vida já foram no passado  em nível muito mais organizado mais algo ocorreu levando lentamente num processo dirigido a um  propósito final ate sua eliminação,por que eu digo num processo dirigido , por que é lógico se as leis da natureza não estivessem de maneira tal controladas por um agente externo ao universo e a expansão  do universo ocorresse livremente  há muito nos deixaríamos de existir.

Contudo vale ainda lembrar que o fato do sofrimento e morte existirem, a maneira de como essas realidades vem sobre nós não é possível de saber, elas se manifestarão de diversas formas, calamidades naturais, doenças, epidemias, guerras etc…….etc……e todos do recém nascido ao idoso todos sentiram os efeitos da morte e do sofrimento quando eles vierem e da maneira como vierem  causando em nós o profundo trauma da dor.

Bom agora devo ir concluindo, não por que resolvemos o problema intelectual do sofrimento e morte , mais por que tenho que ir trabalhar e o assunto é muito longo (rsrsrs), agora eu acho que ta na hora de fazermos uma pergunta que vai introduzir o nosso próximo bate papo e um novo comentário neste blog ,  a morte e o sofrimento podem ser encarados com alegria quando ele vier a nós ? Podemos aprender lições importantes no sofrimento e na morte? A morte e o sofrimento são eternos? Bom eu acho que você já esta com desejo de prosseguir neste assunto (rssrsrs) mais, por favor estou digitando e pensando desde as 6:30 da manha e já são quase 8:00 horas  , tenho que ir ao trabalho , mais prometo volto a esse assunto tão logo.

faço a sugestão que assista o seguinte vidio

Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.Romanos 8:18

 

 

 

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

2 respostas a Uma Reflexão Sobre Sofrimento e Morte

  1. Maicon Daniel diz:

    Muito bom o texto.
    Parabéns!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s